O Instituto de Sistemas e Robótica (ISR), centro de investigação associado à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), participa num projeto europeu de formação e capacitação em soluções energéticas inovadoras.

O projeto “RePowerE(d)U”, financiado pelo Programa LIFE, pretende desenvolver programas de formação contínua em eficiência energética e energias renováveis com recurso a ferramentas didáticas inovadoras como a realidade virtual ou realidade aumentada. «O principal objetivo é a criação de programas de qualificação e formação contínua destinados a instaladores, técnicos, especialistas, operadores, proprietários e a consumidores e produtores de energia proveniente de fontes renováveis», revela Nuno Quaresma, investigador do ISR.

Os programas de formação, prossegue o coordenador do projeto, «centrar-se-ão em soluções inteligentes para sistemas energéticos de edifícios que integrem medidas de eficiência energética, nomeadamente produção de eletricidade a partir de energias renováveis, armazenamento de energia, mobilidade elétrica, resposta à procura, que visem um melhor aproveitamento das energias renováveis e o nivelar dos picos de consumo de energia, desenvolvendo e explorando a flexibilidade energética que pode ser proporcionada pelos edifícios».

O REPowerE(d)U irá utilizar ferramentas didáticas inovadoras, usufruindo de tecnologias como realidade aumentada e realidade virtual de forma a transmitir conhecimento em soluções inteligentes e inovadoras de energia para edifícios.

Nesse sentido, «o projeto desenvolverá sete programas com vários módulos de formação em diversas áreas ligadas à energia, como planeamento e dimensionamento de soluções energéticas inteligentes, inovadoras e de elevada eficiência energética, proporcionando conforto com custo reduzido, gestão de serviços energéticos em edifícios, explorar soluções inteligentes e inovadoras de energia, entre outras», conclui.

Os conhecimentos e competências adquiridos pelos formandos do projeto REPowerE(d)U facilitarão a implementação de soluções inovadoras no setor dos edifícios, que ajudarão a lidar com a volatilidade dos mercados energéticos do futuro, através do aumento da flexibilidade dos sistemas energéticos e da limitação da utilização de energia durante as horas de ponta.

 

 

Universidade de Coimbra